Entidades assinam manifesto contra mudanças no imposto de renda por impacto na saúde

Entidades assinam manifesto contra mudanças no imposto de renda por impacto na saúde

Entidades assinam manifesto contra mudanças no imposto de renda por impacto na saúde
  • A ABRAIDI e mais outras 20 associações da saúde assinaram o documento “Reforma do Imposto de Renda impacta a Saúde: Quem pagará a conta será o consumidor, todos nós”. O manifesto setorial foi publicado em página inteira na Folha de São Paulo, em O Globo e no Correio Braziliense.

  • O texto informou que a Câmara dos Deputados aprovou o PL 2337/2021 (2ª Fase da Reforma Tributária) que altera as regras do imposto de renda e prevê o fim de isenções de PIS/Cofins para os produtos da saúde. “Por causa disso, o aumento nos preços será de 12%, podendo chegar a 21% em alguns produtos e serviços”, esclareceu o texto.

    “As compras públicas também poderão ser impactadas em mais 18%, na média, pela cobrança de ICMS, pois alguns convênios vinculam a isenção de ICMS ao benefício federal de isenção do PIS/Cofins, que foi revogado”, completava o manifesto.

    O documento finalizava afirmando que a o setor entende a importância da Reforma Tributária mas que a saúde não deve pagar a conta, já que toda a população será afetada pelo impacto da elevação de impostos. “O Senado Federal precisa cuidar da saúde do povo brasileiro”, conclamava as signatárias.

    Além da ABRAIDI, assinaram o documento a ABRAFARMA, ABCFARMA, ABIMED, ABIMO, ABRADILAN, ABRAMED, ABRAMGE, ANAHP, ALANAC, CNSAÚDE, ICOS, FENASAÚDE, GRUPO FARMA BRASIL, INTERFARMA, PRÓ-GENÉRICOS, SINAEMO, SINDHOSP, SINDIFARGO, SINFAR-RJ e SINDUSFARMA.


Fonte: Assessoria de Imprensa DocPress

Galeria de Fotos
Voltar