Evento realizado pela ABRAIDI destaca a importância da automação integrada com UDI e sistemas de gestão para distribuidores

Evento realizado pela ABRAIDI destaca a importância da automação integrada com UDI e sistemas de gestão para distribuidores

Evento realizado pela ABRAIDI destaca a importância da automação integrada com UDI e sistemas de gestão para distribuidores
  • Especialistas alertam que a aplicação do UDI para produtos da saúde já é uma realidade em andamento na Anvisa

    Um concorrido Webinar com 140 participantes, foi promovido pela ABRAIDI no dia 23 de junho. Apresentado pelo diretor técnico, Sérgio Madeira, tratou do “Uso de ERP no Gerenciamento do Distribuidor: Controles e Automação”. O evento contou com palestras do CEO da Viman Sistemas, Sérgio Mancini, e do executivo de desenvolvimento setorial na GS1, Ricardo Melo. Sérgio Madeira destacou a importância dos sistemas adequados para atender as necessidades do distribuidor em relação aos controles administrativos-financeiros da operação, integrando qualidade, faturamento e rastreabilidade entre outras funções estratégicas.

  • Em sua palestra, Mancini expos os fundamentos de um sistema ERP, como o Viman, instalado em dezenas de fabricantes e distribuidores no Brasil. Contou que essa solução foi desenvolvido mediante a demanda das empresas a partir da complexidade das questões contábeis e de gestão do negócio. “Como um software de gestão, um ERP tem que tratar todas as áreas das organizações: compra, venda, faturamento, fluxo e movimentação - que exige notas fiscais de remessa, de retorno, de devolução-, tudo está relacionado e será refletido no que será faturado. Um distribuidor tem a necessidade de ter um processo fiscal muito bem feito para não ter problemas e uma parte disso está amarrada ao controle assertivo das movimentações”, explicou. Sérgio Mancini também ressaltou a importância do uso de códigos de barras para atender algumas exigências regulatórias e ter no ERP todos os benefícios do controle operacional.

    “Quando se tem um grande número de produtos com diversos processos manuais, você perde produtividade. O uso de ferramentas e do código de barras cria um padrão e organização para o estoque. Ele traz eficiência no sentido de garantir a confiabilidade das informações, que sempre serão as originais do sistema, e gera segurança para a empresa e para as pessoas que realizam as tarefas. Nosso software já tem a opção de imprimir etiquetas no padrão GS1 ou de ler essas etiquetas”, completou.

    Já Ricardo Melo apresentou os diversos padrões e tipos de código de barras que a GS1 cria, numa extensa operação, no mundo todo, em inúmeras atividades. Explicou as informações contidas neles, que podem ser fixas, como as características do produto, que não sofrem alterações conforme a sua produção, ou variáveis, que são dados complementares do produto. Citou como exemplos: lote, validade, etc que sofrem mudanças conforme a fabricação.

    O executivo da GS1 também falou sobre a importância do uso do código de barras. “Criamos padrões e estabelecemos os fluxos de informações para ajudar as empresas a interagirem com maior interconectabilidade, partindo da indústria, que já tem que fornecer os materiais de maneira organizada e codificada, caminhando por todos os envolvidos. Quando uso um código de barras (um número global), ganho eficiência e evito erros, pois não preciso associar um identificador interno ao global”, ressaltou.

    Outro assunto discutido foi a aplicação do UDI, um movimento internacional para organizar os dados e a codificação no setor de saúde, principalmente para dispositivos médicos. Ricardo Melo destacou que a RDC nº 232 de 20/06/2018 traz uma prévia do UDI com obrigatoriedade da inclusão do código de barras em etiquetas de rastreabilidade de stents e implantes de artroplastia. Mas muito além disso, a Anvisa acaba de anunciar o tema como estratégico, ao definir uma consulta pública onde apresenta um cronograma planejado para a implantação do UDI em até seis anos, para a totalidade dos produtos de saúde.

    Houve significativa interação e foram respondidas inúmeras perguntas. Ao final das palestras, Madeira reforçou que a ABRAIDI segue atenta a todos os assuntos que são de interesse dos associados para oferecer cada vez mais conteúdos que ajudem no dia a dia dos negócios do setor saúde. As sugestões de temas e esclarecimento de dúvidas devem ser enviada para o e-mail: consultas@abraidi.com.br. Para assistir ao Webinar completo, acesse o canal da ABRAIDI, no Youtube, pelo link https://www.youtube.com/watch?v=5vTRuw2dsd8.

Fonte: Assessoria de Imprensa DocPress

Galeria de Fotos
Voltar