ABRAIDI vê com preocupação atitude da Amil, denunciada em matéria da TV Band em rede nacional

ABRAIDI vê com preocupação atitude da Amil, denunciada em matéria da TV Band em rede nacional

ABRAIDI vê com preocupação atitude da Amil, denunciada em matéria da TV Band em rede nacional

A ABRAIDI, que tem como valor o ‘Contínuo foco no ser fragilizado – o paciente’, vê com extrema preocupação a denúncia feita pela TV Band em matéria exibida em rede nacional, no Jornal da Band, e na Band News, onde a Amil orienta médicos na escolha de próteses pelo preço, ou seja, pelo DMI mais barato: https://noticias.band.uol.com.br/jornaldaband/videos/16704336/operadora-de-saude-orienta-hospital-a-usar-material-barato. A orientação por escrito foi feita pela United Health Group, controladora da Amil. Um advogado especializado em saúde e ouvido pela reportagem esclareceu que a prática é ilegal. 

Como entidade que representa uma importante parcela da cadeia de valor da saúde brasileira, a ABRAIDI alerta a população e as autoridades para que este assunto seja analisado sob uma potente lente. O paciente é realmente informado sobre o que é melhor para ele?
A Associação se posiciona favorável à legislação em vigor no país. A lei garante que o médico tem a liberdade de optar por três marcas diferentes para utilizar nas cirurgias, ou seja, a prerrogativa da escolha é técnica e médica e não pode estar atrelada a qualquer questão financeira, como o valor pago pelo usuário ao plano de saúde. As próteses são implantadas com o suporte de equipamentos instrumentais e os médicos, muitas vezes, têm maior afinidade com algumas marcas, e não, necessariamente, com todas existentes no mercado. A Sociedade Brasileira de Ortopedia também irá cobrar o respeito à legislação e ao critério médico.
“Cada vez mais, precisamos discutir a saúde no Brasil de forma ampla e absorvendo todos os players. Não podemos deixar a saúde privada no Brasil sob o domínio apenas das principais operadoras de saúde, sob a pena de caminharmos a passos largos rumo ao caos do sistema de saúde como um todo, em nosso país”, alerta o presidente da ABRAIDI, Sérgio Rocha. 

Fonte: Assessoria de Imprensa Doc Press

Galeria de Fotos
Voltar