Oportunidades do mercado global de dispositivos médicos são discutidas durante palestra promovida pela ABRAIDI

Oportunidades do mercado global de dispositivos médicos são discutidas durante palestra promovida pela ABRAIDI

Oportunidades do mercado global de dispositivos médicos são discutidas durante palestra promovida pela ABRAIDI

Importação de produtos como forma de aumentar a rentabilidade do distribuidor foi um dos assuntos destacados.

Com presença do diretor executivo e do diretor técnico da ABRAIDI, Bruno Bezerra e Sérgio Madeira, na manhã de ontem, a Associação promoveu a palestra “Mercado Internacional de dispositivos médicos na Europa e na América”, ministrada pelo presidente da ELS Solution e executivo da Novartis e da Chauvin/Bausch&Lomb, Diogo Sousa Martins, no auditório da Escola Superior de Ética Corporativa, Negócios e Inovação – ESENI, em São Paulo.

Master em Competitive Intelligence pela ACI/Harvard Business School e mais 24 cursos executivos em renomadas instituições, vencedor do prémio CAPES 2013 e experiência de 20 anos na indústria farmacêutica, em sua palestra, Diogo Martins defendeu que é essencial que as empresas tenham um plano estratégico e disciplina para entrar no mercado global. “Na América Latina e, principalmente no Brasil, o gasto com equipamentos médicos cresce consideravelmente, porém, a produção de tecnologia médica é insuficiente, deixando o mercado aberto para os fornecedores americanos e europeus. Atualmente algumas das dificuldades encontradas pelas empresas do exterior são barreiras linguísticas, culturais e burocracia excessiva, tornando útil ter representantes que auxiliem no processo de importação e distribuição”.

Ao término da apresentação o diretor executivo da ABRAIDI ressaltou que as oportunidades internacionais têm sido muito exploradas pela Associação. “A situação no Brasil não é fácil, é um mercado pouco rentável para o distribuidor, que enfrenta dificuldades com o SUS, com os planos de saúde e até mesmo na hora de receber pagamentos. Diante desse cenário, nós temos auxiliado os nossos associados a olharem o mercado globalizado para aproveitar as oportunidades. Recentemente, o governo sinalizou a intenção de reduzir as tarifas de importação. As empresas de fora querem encontrar distribuidores daqui e os distribuidores podem encontrar no mercado internacional produtos que não têm no Brasil e que podem trazer inovação e rentabilidade”, comentou Bezerra.

O presidente da ABRAIDI, Sérgio Rocha, que assistiu à palestra online, também aproveitou a ocasião para falar sobre a indústria tecnológica e debater com Martins se há oportunidades no setor para os associados. “A produção no Brasil é muito cara por questões macro e microeconômicas. Dessa forma, seria mais interessante que os distribuidores investissem em qualificação e visibilidade para importar novos produtos ao país”, opinou o presidente da ELS. Em concordância com o palestrante, Rocha finalizou “no Brasil há pouca estrutura e investimento para o desenvolvimento de tecnologias avançadas, o ideal é apostar no desenvolvimento do que já temos na mão”.

Fonte: Assessoria de Imprensa Doc Press

Galeria de Fotos
Voltar