Lideranças do setor discutiram em São Paulo a sustentabilidade da saúde

Lideranças do setor discutiram em São Paulo a sustentabilidade da saúde

Lideranças do setor discutiram em São Paulo a sustentabilidade da saúde

As discussões sobre o papel dos diversos players do mercado diante dos novos tempos da política brasileira foram amplamente abordadas durante o Welcome Saúde 2019. O evento foi promovido pela South America Health Exhibition - SAHE, patrocinado por entidades do setor, hospitais e empresas e realizado no Hotel Renaissance, em 29 de janeiro, em São Paulo.

 

A ABRAIDI foi representada no Welcome Saúde 2019 pelo diretor técnico, Sérgio Madeira que, na foto, está ao lado de Paulo Fraccaro da Abimo e Ruy Baumer do Comitê da Cadeia Produtiva da Saúde da FIESP.

O CEO do Grupo Mídia, Edmilson Jr. Caparelli, frisou, na abertura do evento, que o atual momento é mudanças no Brasil. “Vivemos um novo cenário, que nos enche de esperança para um recomeço. Nossos empresários, nossos trabalhadores, pesquisadores… E como estamos falando de saúde, nossos profissionais do setor merecem deslumbrar um horizonte promissor, com o devido reconhecimento”, disse.

O presidente do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde – Conasems, Mauro Junqueira, apresentou dados sobre as dimensões e os desafios do Sistema Único de Saúde e da saúde pública brasileira. “É importante discutirmos a revisão do pacto federativo. Se é no município onde mora o cidadão onde o recurso deve ficar. Mas é válido ressaltar que esse pacto não deve ficar apenas focado na distribuição do recurso, mas também na questão da responsabilidade. É preciso deixar claro quais são as responsabilidades do município, estado e União”, argumentou o presidente do Conasems.

O presidente da Federação Brasileira de Hospitais, Luiz Aramicy, afirmou a importância e o anseio do setor privado em prol da melhoria da saúde no Brasil. “Nós [setor privado] podemos contribuir muito para o setor público, justamente porque temos expertise para isso. Hoje, os melhores hospitais do Brasil são privados. A nossa posição como Federação é de que estamos abertos ao governo federal para prestar serviços onde for necessário”, afirmou.

 

Fonte: ABRAIDI

Galeria de Fotos
Voltar